quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Minsk 125

A Minsk foi uma moto importada da Bielorússia, uma das antigas repúblicas da extinta URSS, no início dos anos 90. Com a proposta de moto popular e ao contrario da “invasão Chinesa” que vemos atualmente, não tinha nenhum apelo visual, propunha qualidade e durabilidade com tecnologia simples a preço baixo. Praticamente um LADA em 2 rodas, e teria sido uma opção interessante pra época.

Ela lembra as 125 dos anos 60, estilo on off road, mais precisamente as Yamaha TT 125, mas com acabamento bem rústico e design arcaico.
O sistema elétrico, por exemplo, é com magneto e não existe bateria, por­que em temperaturas muito baixas até o ácido da bateria congela e por não ter bateria, todo sistema de iluminação e sinais só fun­cionam com o motor ligado. A buzina, por exemplo, tem sua in­tensidade variável, conforme as rotações do motor, os piscas ficam mais rápidos conforme se acelera.



O carburador é por guilhotina, com um desenho retangular, ao contrário dos modelos japoneses, que são tubulares.
O motor de l25cc é praticamente o mesmo da MZ 125, dois tempos, com mistura de óleo dois tem­pos feita diretamente no tanque de gasolina, o motor demora para ganhar rotações, mas depois de embalado reage como uma dois tempos à moda antiga, ou seja, pouca força em baixa rotação, mas boas respostas em alta rotação. Na hora de ligar, a primeira surpresa: o pedal de partida fica do lado esquerdo, junto ao pedal de câmbio, um sistema semelhante ao da Jawa 250cc, de 1949 e das MZ, pode-se dizer que a Minsk é uma moto antiga "0 km", incorporando tecnologias dos anos 60 com algumas modernidades.


Baseado em reportagens de época

3 comentários:

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

eu até gosto dessas motos soviéticas como a minsk justamente por serem rústicas... a propósito: no uruguai e na argentina ainda tem representação oficial da minsk e outras marcas russas...

Nuno Galhardo disse...

Olá... Tenho uma mota minsk 125, modelo MMB3 3.114 e gostaria de saber se alguém sabe se há representante em Portugal ou perto, onde possa arranjar acessórios. Tenho o punho do acelerador, com o sistema start estragado e gostaria de comprar um.
Obrigado

Ricardo Guerrero disse...

Acabo de pegar uma com apenas 300km....logo voltará ativa