segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Alex Barros e 200 milhas - início do Mito


A taça Centauro organizada pela CBM, FPM e Centauro Motor Clube em 1985, foi uma prova de 200 milhas para motos de 125 cm³, disputada no anel externo de Interlagos com o patrocínio Agrale/Cagiva e Elmo capacetes. Aconteceu simultânea a de 500 milhas e foi uma tentativa de retomada do endurance, após dez anos sem a disputa de uma prova de longa distância.

Com 58 inscritos, entre Agrale, Honda e Yamaha nacionais, haviam ainda quatro Kavasaki 2 tempos dos pilotos da Argentina e 2 do Uruguai e a prova prometia uma disputada acirrada.

Os pilotos não eram muito conhecidos, mas um jovem talentoso viria a se destacar no cenário mundial dos próximos anos. Era Alexandre Barros, no guidon de um protótipo com motor Agrale WXT 125, que acabou fazendo o melhor tempo dos treinos. Na prova, quase abandonou no início por ter sido atropelado nos boxes, danificando pedaleiras e o pedal de freio, mas com uma pilotagem impecável, abriu terreno e garantiu a vitória, deixando 8 pilotos na briga do segundo lugar. As motos da Kawasaki que eram as favoritas acabaram tendo que reconhecer a superioridade da Agrale/Cagiva e amargaram um segundo lugar. Depois de incontáveis vitórias no off-road essa talvez tenha sido a mais importante da Agrale no asfalto.


Um comentário:

Mad disse...

Falta um blog que conte historia dessa importante prova do calendario nacional, onde havia um celeiro de jovens pilotos promissores, cada um seguindo sua carreira da maneira que podia.