domingo, 24 de maio de 2009

MZ Lebt




O encerramento das atividades da MZ estava marcado para o final do ano de 2008, de acordo com o Hong Leong, Grupo da Malásia, que controlava a empresa desde 1996.





Os ex pilotos alemães, Martin Wimmer e Ralf Waldmann, adquiriram a MZ, implementando novas idéia para recuperar a empresa. Além dos investimentos financeiros, nos próximos 23 e 24 de maio haverá o “MZ Lebt” (MZ Viva), uma manifestação pública, que contará com a presença de políticos, autoridades, proprietários e admiradores de motos MZ. em frente ao castelo em Wildeck em Zschopau.





São 80 anos de fabricação de motocicleta da Saxônia, primeiro com o nome de DKW, e com pouco mais de 50 anos, já com a marca MZ. Conquistou admiradores em toda Europa, exportando até para os EUA no período da Guerra Fria. Excetuando a Alemanha, o Brasil foi o único país a produzir as motos MZ.





A expectativa do sucesso MZ Lebt é grande, quem sabe resulte até no retorno da marca ao Brasil, oferecendo mais uma opção para o mercado nacional de motos, e eu particularmente, torço para que isto aconteça.


sexta-feira, 15 de maio de 2009

JJ2S X4 500 4 Cilindros 2 Tempos Moto




O tamanho, formato, número de cilindros e uma configuração do motor muitas vezes Influem e interferem no design, se você tivesse um X4? Isso mesmo 4 cilindros em uma configuração X com 500cc 2 tempos de 110cv a 8.000 rpm, com moderna injeção de combustível e reservatório de óleo em separado (cárter seco). O seu peso é de apenas 155 kg.É exatamente o que temos aqui, essa é o JJ2S X4 500 desenvolvida por JJS Design Team uma empresa polonesa. Eles têm desenvolvido e patenteado um novo motor e concebido uma motocicleta em torno dele.



O que tem chamdo a atenção é o formato inovador do motor em “X”, quando o normal é motor em “V” “boxer” ou “paralelo” .

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Megacycle


Aconteceu em São Lourenço, dos dias 30/04 a 03/05, a 22ª edição do Megacycle que contou com mais de 15 mil motos, 40 mil pessoas e cerca de 50 marcas do setor, segundo os organizadores o maior encontro de motos do Brasil.





Houve a esperada presença da maioria de motos japonesas, mas também foram vistas em pequenos números, Ducatti, Triumph, Harley-Davidson e as BMW, presença que não poderia passar despercebida pela imponência. Mesmo com tamanho bem reduzido, as mine motos do Hony Davidson foram notadas. As motos antigas também estavam representadas, Montesa, CB 200, e para minha surpresa uma MZ 250, ano que vem espero ir com a minha.





Mais de 350 motoclubes registraram presença no evento.


Um mega evento com tudo que se tem direito, área de exposição, com lançamentos de motocicletas, novidades em acessórios, motos personalizadas e mini-motos, motocross, com mais de 100 pilotos, show de welling, eleição da moto mais bonita, que teve como vencedora a Harley-Davidson Nascar – Night Train 2007, personalizada pela Fazzy Custom, mas a grande atração foi o dinamômetro aferindo a velocidade final das motos, a B-King de 1340cc da Suzuki atingiu 314 Km/h. obtendo a maior velocidade.


Tudo isso com música de muito bom gosto, blues e rock´n roll, ceveja gelada e em volta de amigos, vale a pena esperar e participar do próximo Megacycle.