segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Apenas 3 meses

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

MotoGP 2011: Grande Prêmio da Malásia


O Grande Prêmio da Malásia de MotoGP foi cancelado após a trágica noticia da morte do piloto Italiano Marco Simoncelli, após um acidente logo no inicio da corrida em que se envolveram o norte americano Colin Edwards e o também italiano Valentino Rossi. Estes dois nada sofreram.
Simoncelli perdeu o controle da moto e foi atingido por Edwards, o impacto foi tão forte que arrancou o capacete do italiano e causou traumas na cabeça, pescoço e peito do corredor, que não resistiu.

Marco Simoncelli estreou no MotoGP em 2010 mas só neste ano conseguiu subir ao pódio, sendo seu melhor resultado o segundo lugar na corrida da semana passada na Austrália. O cara era bem ORIGINAL, um novo maluco beleza da categoria, com jeitão meio estabanado, contestado por alguns colegas, mas querido por muita gente. Era um promissor candidato ao título em um futuro próximo.

Tinha só 24 anos. Mas a vida continua!!

Agora Marco vai correr em outras pistas ....

A imagem acima foi tirada do Facebook do Billy Art.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Os Preçonhentos


Recebi o texto abaixo, considero perfeito e reflete exatamente a minha opinião.

"OS PREÇONHENTOS

por Luciano Pires (Luciano Pires foi diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação www2.lucianopires.com.br )

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados. Um determinado produto que o Brasil fabrica um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões... A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante. Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas... Com preços que são uma fração dos praticados aqui.


Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares. Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo. Que acrescidos de impostos e benefícios, representam quase 600 dólares. Comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios...


Hora extra? Na China? Esqueça. O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego, que trabalha horas extras sabendo que nada vai receber...


Essa é a armadilha chinesa. Que não é uma estratégia comercial, mas de poder. Os chineses estão tirando proveito da atitude dos marqueteiros ocidentais, que preferem terceirizar a produção e ficar com o que “agrega valor”: a marca. Dificilmente você adquire nas grandes redes dos Estados Unidos um produto feito nos Estados Unidos. É tudo “made in China”, com rótulo estadunidense. Empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas... Mesmo ao custo do fechamento de suas fábricas.


É o que chamo de “estratégia preçonhenta”.


Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila as táticas para dominar no longo prazo. As grandes potências mercadológicas que fiquem com as marcas, o design... Os chineses ficarão com a produção, desmantelando aos poucos os parques industriais ocidentais. Em breve, por exemplo, não haverá mais fábricas de tênis pelo mundo. Só na China. Que então aumentará seus preços, produzindo um “choque da manufatura”, como foi o do petróleo. E o mundo perceberá que reerguer suas fábricas terá custo proibitivo. Perceberá que tornou-se refém do dragão que ele mesmo alimentou. Dragão que aumentará ainda mais os preços, pois quem manda é ele, que tem fábricas, inventários e empregos... Uma inversão de jogo que terá o impacto de uma bomba atômica. Chinesa.


Nesse dia, os executivos “preçonhentos” tristemente olharão para os esqueletos de suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando bocha na esquina, para as sucatas de seus parques fabris desmontados. E lembrarão com saudades do tempo em que ganharam dinheiro comprando baratinho dos chineses e vendendo caro a seus conterrâneos...


E então, entristecidos, abrirão suas marmitas e almoçarão suas marcas."

Férias 1953

Compartilho aqui uma dica que vi no blog do Flavio Gomes.

Trata-se de um site com maravilhosas fotos de uma viagem de férias pra lá de radical pra época.

Era 1953, Europa recém saída da segunda guerra mundial e 5 amigos resolveram cruzar o Continente em suas motos.

Como eterno apaixonado pelas motos antigas não podia deixar de dividir com vocês, vejam o site.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Extreme XL Lagares - 2011

No fim-de-semana passado realizou-se a 7ª Extreme XL Lagares, provavelmente a prova de Hard Enduro mais exigente do calendário portugues.

A AJP esteve representada por João Ribeiro que pilotou uma PR4 200cc, que se classificaram em 8º lugar de entre os 116 concorrentes que compareceram a prova.
João Ribeiro foi o MELHOR PORTUGUÊS em prova, só batido por alguns dos melhores pilotos mundiais da actualidade: Doug Lampkin (1º classificado); Alfredo Gomez (2º); Xavi Galindo (3º); Dani Gibert Gatell (4º); Paul Bolton (5º); Dan Hemingway (6º) e Melcior Faja Beltran (7º).Muitos foram os que não resistiram ao exigente traçado delineado para esta edição, caso do germânico Andreas Lettenbichler, que abandonou à passagem da segunda volta, por avaria.

A prova, que colocou à prova pilotos e motos, serviu assim para comprovar que João Ribeiro é um dos melhores pilotos da actualidade e que a PR4 é uma moto muito fiável e competitiva.Com a classificação do passado fim-de-semana e com o anterior desempenho na “Torres Extreme”, em que o João Ribeiro com uma PR4 só foi batido por Hélder Rodrigues, atual Campeão do Mundo de TT, fica demonstrado que é possível obter excelentes resultados com uma moto de custo acessível.Depois dos excelentes resultados desportivos conseguidos com a AJP PR5, nomeadamente a classificação final em 2º lugar no Campeonato Português de Enduro 2011, ficam agora também demonstradas as capacidades e potencialidades da AJP PR4.

Traxx Dunna 600

A grande novidade da Traxx para o Salão 2 Rodas, a Dunna 600, segundo os expositores não tem previsão para chegar as lojas, muito menos preço estipulado para o mercado.
Foram apresentadas três versões. A que mais me agradou foi a verde oliva e com um side car acoplado, onde a roda do side car também se movimentava acompanhando o movimento do guidon.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

MotoGP 2011: Grande Prêmio da Austrália


Casey Stoner, Campeão do Mundo do MotoGP 2011

O MotoGP já tem seu campeão antecipado.
Não podia ter sido melhor para Casey Stoner, que venceu em casa e no dia de seu aniversário.(parece combinado né?).
Com Jorge Lorenzo fora da corrida devido lesão nos treinos da manhã, Stoner só precisava de 10 pontos para se sagrar campeão, mas fez questão de vencer a prova.
Marco Simoncelli foi o segundo, Andrea Dovizioso o terceiro e Dani Pedrosa o quarto, todos pilotos Honda, o que garantiu a montadora japonesa o Campeonato de construtores.
Valentino Rossi abandonou a prova após queda na 14° volta.

A briga agora é pelo segundo lugar no campeonato que segue assim:

Casey Stoner (Honda) em 1° com 325 pontos
Jorge Lorenzo (Yamaha) em 2° com 260 pontos
Andrea Dovizioso (Honda) em 3° com 212 pontos
Dani Pedrosa (Honda) em 4° com 208 pontos e
Ben Spies (Yamaha) em 5° com 156 pontos

Restam ainda duas corridas e a próxima é dia 23/10 na Malásia


domingo, 16 de outubro de 2011

Novas marcas

A cada Salão aparecem novas marcas de motos, a maioria vindas da china e com grande pretensão no mercado, nesse Salão elas também estavão presentes aos montes.
Outras vieram só para apresentar o produto ao mercado nacional como é o caso da KeeWay e da da indiana Hero, que trouxe suas motos com motor horizontal, estamos acostumados a motores horizontais para menores cilindradas.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Moto & Futebol

Moto do fluminense, mas não é o do Rio de janeiro, apesar de parecer muito, ao se observar bem o escudo é diferente, trata-se do Fluminense de Feira de Santana na Bahia, e foi feita apenas uma unidade para homenagear o time que a Jonny fabricante de motos da Bahia patrocina.A Traxx instalada no Ceará, também patrocina times do estado, o Icasa e o Ceará.
A Ira fabricante de peças para moto patrocina o Coritiba.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ampelmann

Ontem o Ampelmann fez 50 anos, sou fã deles, abaixo o texto do Flávio Gomes.
"O Ampelmann faz 50 anos hoje. No dia 13 de outubro de 1961, o psicólogo de trânsito (!) Karl Peglau aprovou junto ao governo da DDR o bonequinho que virou símbolo de Berlim Oriental. Foi adotado como padrão nos semáforos para pedestres do país e quase desapareceu com a unificação das Alemanhas. Aí, em 1994, um cara batalhou pela sua manutenção, criou uma campanha que teve enorme adesão popular e conseguiu que as autoridades alemãs voltassem atrás na ideia de trocar os sinais luminosos pelo padrão usado no lado ocidental e no resto da Europa.

O bonequinho de chapéu, que tem toda uma lógica alemã por trás, altivo, decidido, virou cult, foi parar em uma enorme linha de produtos, ganhou lojas e fãs.

Eu sou fã do Ampelmann e estou a fim de tatuar os dois, o verde e o vermelho. Na verdade, estou a fim é de morar em Berlim. E não vai demorar muito. Ninguém aguenta mais SP. Eu, pelo menos, não aguento."

domingo, 9 de outubro de 2011

Fusões japonesas ?

Yamazaki (Yamaha e Kawasaki), Yamazuki (Yamaha e Suzuki), Kazuki (Kawasaki e Suzuki), não meus amigos, não são fusões das grandes montadoras japonesas, estes são os nomes usados por algumas das novas montadoras. Assim como as famosas, a Yamasaki por exemplo é o nome de uma cidade japonesa e também de uma tradicional família Nipônica dona da marca, portanto não se trata  de falta de criatividade como pode parecer.


Tuc Tuc nacional

Triciclos estão em alta, foram apresentadas várias opções no salão, importados ou adaptados de motos nacionais, a maioria destinado ao transporte de cargas, o destaque ficou com a Motociclo que além dos destinados a carga também apresentou sua proposta de Tuc-Tuc nacional, mas depende da regulamentação municipal para ser autorizado sua utilização.
* Tuc Tuc como são conhecidos os táxis da Índia, são como esses da foto abaixo, 3 rodas e nenhuma porta.

Shineray Romero Brito

Sem grandes lançamentos para apresentar no Salão Duas Rodas, a Shineray convidou o artista plastico Romero Brito para decorar alguns de seus modelos. O artista já tinha feito o mesmo em veículos da Audi. Dessa vez colocou as motos em molduras, tratando como obras de arte, ficaram muito simpáticas, mas foram apenas atração para o evento, a empresa não tem intensão na sua produção e comercialização e serão utilizadas apenas em publicidade. Valeu pela criatividade, unir moto e arte.
A fabricante anunciou investimentos de R$ 100 milhões na construção e instalação de sua fábrica no Brasil, na região de Suape PE, que ficará pronta até 2013 e produzirá todos modelos comercializados no pais. Anunciou também motores flex, que servem mais de ação de marketing do que alguma vantagem efetiva para o consumidor.

sábado, 8 de outubro de 2011

Mulheres e Motos

Antes de irmos ao que interessa, uma pausa para apreciar a beleza das musas do Salão 2 Rodas.
Elas são um Show a parte.














quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Dafra 2011

Uma grande marca se faz pelo reconhecimento publico nacional e internacional, a Dafra vem surpreendendo, depois das montadoras chinesa Haojue com a Riva 150, a indiana TVS com a Apache e com a taiwanesa SYM para produção da Next 250.Prepara para o lançamento da Roadwin 250R em parceria com a Daelin.

E em relação as motos premium realizou a montagem das primeiras unidades em CKD das MV Agusta (marca italiana de motocicletas dos irmãos Castiglione) modelos Brutale e F4 na fábrica em Manaus, depois de montar as BMWs o que atesta a qualidade da montagem da Dafra.