sábado, 27 de novembro de 2010

Agrale Legion e scooters

Claro que quando pensamos em Agrale nos vem logo a cabeça as inigualáveis off-roads dos anos 80 (com tecnologia Cagiva) e as Cagivas e Husqvarnas importadas.Mas vamos falar de algumas Agrale que poucos lembram.

Em 1998, em parceria com a chinesa Hartford (que produz motores e motos sob licença da Honda), a Agrale trouxe a “Legion”, uma custom 125cc 4 tempos que esteticamente é a “Intruder” 125 um pouco mais antiga e com algumas diferenças nos detalhes.

Na época em que as scooters 50cc invadiram o mercado e a legislação permitia que menores os dirigissem a Agrale apostou na parceria com a SMC (Standard Motor Corporation) e trouxe os scooter City, Dakar, Tchau e Force.

Porem as chinesas não obtiveram o mesmo sucesso das antigas Agrales e a parceria não durou muito tempo. Hoje são raras as que vemos rodando por aí.

Segue uma breve descrição dessas motos:

Legion:

Motor 124cc, 4 Tempos, Comando OHC, 02-Válvulas

Velocidade Máxima: n/d

Potência: n/d

Alimentação: 1 Carburador Keihin 22mm

Ignição: Eletrônica

Partida: Pedal

Cilindros: Monocilindrico

Tanque de Combustível: 10.3 l

Cilindrada: 124 cc

Suspensão Dianteira: Garfo Telescópico, curso de 130mm

Suspensão Traseira: Progressiva Bi-choque Regulável, curso de 80mm

Freio: Dianteiro disco de 220mm, Traseiro tambor de 130mm

Pneus: 2.75x18 (frente), 3.50x16 (traseiro)

Refrigeração: A ar

Transmissão: 5 marchas

Partida: elétrica

Peso à seco:105 Kg

Comprimento: 1945mm

Largura: 800mm

Altura do assento: 765 mm


City, Dakar, Tchau e Force:

Motor: 2 tempos monocilindro horizontal, refrigeração a ar forçado

Carburador: Mikuni

Velocidade Máxima: 50 km/h

Cilindros: Monocilindrico

Tanque de Combustível: 5.5 l

Cilindrada: 49,3 cc

Suspensão Dianteira: Ceriani

Suspensão Traseira: Amortecedor hidráulico

Potência: 4,5 hp/rpm

Refrigeração: A ar

Câmbio: Automático

Partida: elétrica

Peso: 74 kg

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Calendário BMW

A BMW Motorrad Brasil, principal distribuidora das BMW por aqui, lançou uma promoção que vai colocar você no calendário 2011 da empresa. Basta enviar uma foto em um momento especial com sua BMW.

As 12 melhores estamparão o calendário e ainda ganham um brinde exclusivo, mas todos que participarem vão ganhar o calendário com algumas vantagens.Visualizar blog

Cadastre-se no site e faça parte da história da marca.

Em 2010 a BMW R 80 GS, cuja sigla, GS, refere-se aos termos em alemão: gelände (terreno) e strasse (rua), lançada em Setembro de 1980, completou 30 anos, seria legal ver o calendário comemorando esse mito de mais de 500.000 unidades vendidas, e que inaugurou o segmento das Big Trail.

Você por acaso tem uma foto com sua GS?







terça-feira, 23 de novembro de 2010

Honda CUB EZ-9

Vi esses dias na no loja do Zezé (Recar Motos), uma Honda CUB EZ-9 (uma sigla pra easy nine, nove fácil), que em outros mercados é comercializada também como Honda EZ90 CUB .
É uma pit bike, mista de cross e scooter, de aspecto futurista. Equipada com motor 2 tempos de 90cc e braço oscilante agindo como o amortecedor traseiro além de transmissão automática fabricada de 1990 a 1996.
Na net achei fotos dela na versão Snowmobile.

Brammo touro elétrico


Pegando a onda do Seminário de Veículos Elétricos vamos falar aqui da Empulse, a moto 100% elétrica, ou seja, ecologicamente correta da Brammo Motorsports , que divulgou as primeiras imagens e informações da moto estilo café racer, com transmissão digital , design esportivo e muita potência, podendo chegar a 160Km/h.

Além da Empulse, a Brammo produz ainda a Enertia e a Enertia Plus, gerando assim variedade de preços a fim de atender ás necessidades de seus clientes.

A tecnologia elétrica vem evoluindo e acredito que em breve teremos motos competitivas e viáveis. Vamos apostar nisso!

domingo, 21 de novembro de 2010

Brandy Piaggio

Continuando a série das Brandy, a marca trouxe para o Brasil dois modelos da Piaggio, o ciclomotor Zip 50 FD e a Vespa, a scooter mais famosa da marca. Mas não sei por que cargas d’agua resolveu comercializar com a marca Piaggio mesmo.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Cadillac das mini motos

Um amigo, negociando a aquisição de uma Gemini, me pediu informações, sobre a moto, que apesar do nome Italiano é originária de Taiwan. O Cadillac das mini motos como dizia sua propaganda, uma mini trail do final dos anos 60.
As Mini Motos Gemini SST 50cc e a Boss 80CC eram produzidas em Taiwan e poucas unidades foram importadas pelos EUA por cerca de 3 anos, do final de 1969 á 1972 , e dessas, algumas raras chegaram ao Brasil.
Equipada com motor 2 tempos 4 marchas com embreagem manual, projetado pela Yamaha com algumas modificações.
As Gêmini foram uma das mini motos mais rápidas já produzidas. A de 50cc é capaz de fazer 56 km/h, e a 80 cc pode bater 65km/h. Infelizmente sua produção foi interrompida em 1972.




Que tipo de moto você prefere??

Segundo os dados da Fenabrave as moto city são imbatíveis seguidas pelas scooters, trail/fun, custom, naked/roadster , maxitrail, sport e touring, com pequenas variações anuais como podemos observar no gráfico a seguir, a única exceção são as motos sport que de 2006 pra cá vem tomando o lugar das naked/roadster e das maxitrail.

Veja ainda a definição de cada tipo de moto e escolha a que mais se encaixa com suas necessidades e boa diversão, mas com prudência.

CITY:conforto e mobilidade para o transito urbano, geralmente de 125cc, posisão de pilotagem sentada, desenho simples com banco de garupa e sem muitos acessórios

SCOOTER: o condutor condiciona suas pernas para a frente de seu tronco, em vez de para os lados, como ocorre nas motos city. Não há necessidade de usar os pés para a troca de marchas, e normalmente são montadas com câmbio automático (CVT) por corrente dentada com polias variáveis.

TRAIL/FUN: visual geralmente é despojado, com desenho rústico e/ou agressivo, sem acessórios que possam ser danificados quando a moto for utilizada em trilhas. Possuem também uma relação de marchas curta e rápidas acelerações, com motores de 125 a 600 cilindradas ou mais.

CUSTOM: motos estradeiras leves que não priorizam a velocidade, mas o conforto. A altura do banco é baixa, as pedaleiras são avançadas e o tanque é grande e paralelo ao chão, de forma a proporcionar uma posição confortável para pilotagem. O piloto fica recostado para trás, com os pés para a frente, com as costas geralmente apoiadas em encostos chamados de Sissy Bar.

NAKED ROADSTER: são motos que têm bom desempenho em relação ao motor, e conjunto mecânico. Permitem uma posição de pilotagem menos “deitado”, melhorando o conforto para condução em vias urbanas, seu guidão é mais alto do que nas esportivas e não possuem carenagem, são ótimas tanto para a cidade como para a estrada.

MAXTRAIL: motos que podem ser usadas para viagens longas que incluem trechos off-road. São mais confortáveis e mais pesadas, possuem pneus de uso misto e tanques de combustível com capacidade para até 40 litros, permitindo boa autonomia em trechos longos. São a maioria das motos que participam do Rally Dakar.

SPORT: são motos com design futurista e mecânica de excelente desempenho. Os motores geralmente possuem mais de 600 cilindradas, o que permite maior aceleração, algumas alcançando velocidades superiores a 300 Km/h.

TOURING: são as gigantes estradeiras, desenvolvidas quase que exclusivamente para a estrada, por causa do seu porte e pequena distancia do solo. Possuem itens de conforto requintados como CD players, aquecimento dos punhos, freios ABS, entre outros.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

2° Seminário de Veículos Elétricos e Rede Elétrica

Parece mesmo ser o futuro e os veículos híbridos/elétricos estão se tornando uma alternativa cada vez mais viável de locomoção limpa e eficiente, tanto que foram as sensações dos últimos salões de carros e motos.

Porém uma parte importante desses veículos vão depender diretamente da rede elétrica como sua principal fonte de energia e o modelo atual brasileiro de distribuição vai precisar ser revisto.

Para discutir esse impacto geral, acontece o 2° Seminário de Veículos Elétricos e Rede Elétrica no Rio de janeiro dia 18 de Novembro de 2010, reunindo profissionais das empresas de energia, empresas de desenvolvimento e fabricação de veículos elétricos, agentes reguladores dos setores de energia elétrica e de transporte, planejadores urbanos, projetistas e consultores de rede elétrica, investidores e analistas financeiros dos setores de energia elétrica e de transporte e os organizadores pretender ditar os novos rumos do setor.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Honda confirma presença

A Honda confirmou a presença e estará com um estande de 400 m2, vai mostrar a sua super carreta promocional e shows de manobras radicais com a equipe Força & Ação, patrocinada por ela. Além destas confirmações, o Riocentro fez uma parceria com a organização do Salão Bike Show e o estacionamento será grátis para motos, triciclos e carros durante todos os dias do evento.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Pilcaniyeu Histórica 2010


A caravana de regularidade de Pilcaniyeu na Argentina é realizada como um tributo aos pioneiros do motociclismo de estrada, ocorre na mesma rota utilizada até 1967 e só permite a utilização de motos clássicas, similares as utilizadas na época com o apoio da Zanella.
Atualmente a caravana conta com a participação de pilotos que participaram de diversas edições nos anos 60 e em alguns casos com as mesmas motocicletas que competiram a mais de 40 anos, simpatizantes das motos clássicas e varias personalidades.
Além disso a caravana faz contribuições a instituições filantrópicas de cada uma das localidades que fazem parte da rota do evento, San Carlos de Bariloche, Pilcanyieu e Dina Huapi.
A prova será realizada nos dias 19 e 20 de Novembro de 2010, e se você se animou e quiser se inscrever basta acessar o site do evento.
História:
A Dupla Pilcaniyeu, como era chamada por contar com pontuação de ida, volta e geral era realizada no dia 12 de Outubro, utilizava a rota 23 que liga as cidades de San Carlos de Bariloche e Pilcaniyeu e era separada em categorias por cilindradas.
A ultima edição oficial foi realizada em 1967, organizada pelo Automotoclub Bariloche, que anos depois desapareceu. Esta ultima corrida foi vencida por Juan Carlos Soriani, tanto na ida como na volta e na pontuação geral, pilotando uma Zanella 125 SS adaptada para a prova.

Fechando um ciclo

Com apenas dois anos de parceria, chega ao fim a relação entre a Fittipaldi Internacional (do ex piloto de F1, Emerson Fittipaldi e Alberto Pellegrinn, da Megacycle) e a Kawasaki do Brasil. Os dois lados afirmaram que tudo foi resolvido em comum acordo e se deu por incompatibilidades de estratégias.

Segundo os sócios da Fittipaldi, o que motivou o rompimento foi a abertura de varias outras concessionárias, descumprindo o acordo inicial.Por não concordar com a política da montadora e tendo como base os números de venda divulgados pela Abraciclo e pela Fenabrave,a Fittipaldi Internacional decidiu devolver a bandeira a Kawasaki, e já estuda propostas de outras montadoras para o inicio do próximo ano.

Certamente, com o Know-how e o nome da Fittipaldi a próxima parceria é que vai sair ganhando.

Fonte : Motoonline

Propaganda Antiga Honda

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Bufalino

Que você gosta de motos nós já sabemos (afinal você está aqui ). Mas e de acampar você gosta?

Uma solução que promete agradar os aficionados pelas duas modalidades foi desenvolvida pelo designer Comanns Cornélio da Yanko Design.

Trata-se de um motorhome individual que possui o conforto necessário para um viajante solitário aproveitar todas as viagens sem gastar muito. Nele encontramos cozinha, banheiro, cama e todos os apetrechos indispensáveis. O projeto se chama Bufalino e foi desenvolvido sobre um triciclo Piaggio APE 50, de onde foram mantidos o motor, o chassi e algumas peças da parte inferior da motocicleta. Agora é só escolher seu destino e aproveitar a natureza.


MZ

Já que falei das MZs na Moto2 aproveito pra postar algumas fotos de MZ de corrida de vários anos. Dá pra se ter uma idéia do tamanho da tradição da marca em corridas.Torcendo aqui pra que nos próximos ela volte a ter a importância devida.